Sediado na cidade de João Pessoa, o I Simpósio Mulheres do Coração aconteceu durante os dias 17 e 18 de maio, no Centro Cultural Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado. Em sua primeira edição, o evento teve como tema central as condições de saúde cardiovascular da população feminina no país. Mesas redondas, debates e conferências marcaram os dois dias do evento, que foi realizado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), pela Regional Paraibana da SBC e pela European Society of Cardiology (ESC).

Representando o estado de Minas Gerais, participaram do Simpósio, como palestrantes, moderadoras e coordenadoras de diversas atividades, as cardiologistas Ariane Macedo, Bárbara Marino e Cláudia Freire. O último dia do evento encerrou-se com a apresentação da Carta da Mulher, redigida pela SBC e assinada pelas participantes do Simpósio, na qual apontam-se estratégias para a melhoria da saúde das mulheres brasileiras, além da criação de grupos de discussões para atuar no âmbito político do país. Confira a carta na íntegra (https://bit.ly/2Hu2O5C).

Segundo estudo lançado em 2018 pelo Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde, hoje, as doenças cardiovasculares (DCV) são responsáveis pela morte prematura de 17,5 milhões de pessoas anualmente. No Brasil, as DCV causam correspondem a um terço de todas as causas de morte no país. Neste âmbito, o Simpósio Mulheres do Coração surge como alternativa para analisar as DCVs a partir das perspectivas e demandas femininas, através do diálogo entre médicas, pesquisadoras e pacientes.